7.1.07

MAIS MELHORES

Como eu já previa, muita coisa boa ficou de fora dos meus melhores do ano. Que tal uma pequena lista adicional, com alguns desses filmes...

A DÁLIA NEGRA

Se fosse um pouco mais regular, se o nível de algumas sequências se estendesse pelo resto do filme, estaria entre os cinco melhores do ano. Melhor uma obra prima com defeitos que um filme inteiramente medíocre. Aguilar, toma vergonha na cara e revê esse filme.

ALMAS REENCARNADAS

Seria um filme médio de horror se eu tivesse visto em vídeo, mas a possibilidade de vê-lo no cinema deixou-o melhor e mais sinistro. Leio várias reclamações sobre uma tal invasão oriental... enquanto os filmes continuarem legais, que eles continuem vindo.

UNITED 93

Esse ficou de fora da lista por distração, é uma das experiências mais tensas que já passei no cinema. O que podia ser defeito virou qualidade: os atores amadores ficam falando um em cima do outro, deixando tudo mais tenso e realista ainda. Ótimo momento de Paul Greengrass.

PICK ME UP e INPRINT

Dois episódios da primeira temporada de Mestres do Horror que só foram exibidos em 2006. O primeiro, de Larry Cohen, é um excepcional jogo de gato e rato na estrada, com um favorito da banca (Michael Moriarty) num dos papéis principais. O segundo é talvez a obra-prima da primeira temporada da série, um sádico conto de fadas saído da mente doente de Takeshi Miike.
MATCH POINT
Woody Allen em forma, num drama policial inspirado em Dostoievski... como se não bastasse, Scarlett Johansson andando de camisa molhada... um filósofo dizia que resistimos a tudo, menos às tentações... Como é bom ter mestre Woody dirigindo filmes legais!!!

DÚVIDA

Uma pergunta para os meus 5 leitores: eu devo publicar resenhas de música e televisão neste blog mesmo ou devo criar outro especificamente para isso... (não descobri, no laptop da casa dos meus pais, aonde fica o ponto de interrogação...)

ZINGU

A revista eletrônica Zingu(http://revistazingu.blogspot.com) chega a seu quarto número. Leiam, é demais. Vale só pela foto de Edwige Fenech que ilustra a propaganda do mesmo, no blog gêmeo deste (por sinal roubei para ilustrar o meu, sem pedir permissão, mas acho que não vai ser problema), o Mondo Paura do Marcelo Carrard. Dona Luciane reclamou que sempre comentamos mais ou menos os mesmos filmes... que fazer se a gente sempre vê os mesmos filmes, se crescemos vendos os mesmos filmes... temos opiniões diferentes sobre vários assuntos (talvez pelo singelo motivo de sermos pessoas diferentes), mas vai ser difícil fugir de uma temática similar.
Amanhã, segunda-feira, resenhas do último filme de Dario Argento para o cinema, Il Cartaio, lançado em nossa terra há pouco tempo, algumas opiniões sobre o filme novo de James Bond... e mais alguma coisa que me venha à cabeça. Eu adoro as férias!!!!

Comments:
Ciao Don Thomazzo. Escolhi a foto da "propaganda" especialmente para os amigos. Que bom ver Dália Negra destacada por aqui e no Blog do Caraça como destaque de 2006. Pode piratear qualquer ilustração do Mondo Paura sem problemas OK meu irmão. E breve deve rolar a Raros com o filme do retorno do Vale das Bonecas da Playboy, não? Acho que é o filme com o maior número de Playmates no elenco, ou teria outro? Aproveite os dias de merecido descanso e mande um super beijo para nossa querida Lú.
 
Ainda não confirmei com o Marquinhos, mas acho que a sessão é sexta... um prêmio para quem não foi prá praia.
 
Música e Televisão aqui? claro! Por que não?
 
Vc pode até citar alguma coisa de música e cultura pop Thomaz, mas acho que como Membro da "Liga Extraordinária" no Olhar Elétrico deve rolar somente papos de cinema mesmo. Mas um outro espaço é interessante, algo com o nome tipo "The Blues Brothers Lounge" ou algo assim. eu prometo visitar os dois espaços...
 
Marcelo, estou levando muita coisa em conta, não o que a Liga pensa. Como diria Groucho Marx, não entendo clubes que me aceitem como sócios... estou interessado em saber o que meus 5 leitores acham, se interessa a eles lerem longas disgressões sobre Neil Young, Gram Parsons, sobre a diferença entre três shows de Bob Dylan dados com uma semana de diferença, como a série do Kolchak fica melhor a cada ano, como Quatermass fica diferente de seriado em seriado, qual é o melhor Dr Who... entendo seu voto como não, tá um a um.
 
Eu voto 1/2 não, 1/2 sim. Gostaria de ver mais TV aqui, mas música acho que destoa um pouco da aura atual do blog.

E eu achei "Il Cartaio" uma porcaria! Se não fossem pelos elogiadíssimos episódios que ele fez pras temporadas do "Masters" eu começaria a já chorar pela caduquice do mestre.
 
Eu voto pelo sim, mais posts vai me fazer voltar aqui mais vezes!!!

Tb estou nos q gostam mto de Dália, e o Edú Aguilar não gosta de kar-Wai, se acha q vai rever conceitos com esse do De Palma!!! hehe
 
Pode falar de música se não houver espaço de um mês ou mais entre os textos do blog.
 
Aqui vou fechar com o Diogenes, em parte pq. música não é minha seara -rsrsrs, mas tb. pq. adoraria q. se falasse de séries como "Kolchak", nada contra os jovens ficarem falando de "Lost" e similares, mas me agrada alguém q. comente séries como essa e aproveito prá perguntar: "Sexto Sentido-a série ", teria espaço nessa linha de pensamento?

Mudando de assunto, ontem comecei a assistir o dvd de "O Vingador Silencioso", o filme não me pegava, excesso de zooms, as vezes a decupagem parecia preguiçosa, mas de repente, uma seq. ou outra, uma imagem ou outra, as atuações de Jean-Louis e Kinski, a ousadia de colocar uma negra no papel principal de um faroeste, essas coisas me mantinham atento.Então vem a cena em q. a garota faz o curativo em Jean-Louis e termina na trepada. Puta cena!!! Mais adiante, Jean-Louis é obrigado a acompanhar o vilão estuprando sua garota. Puta cena!!!

Mas então, ainda q. o filme role no inverno e com muita neve, surge uma cena em q. a neve cai a noite, criando uma atmosfera digna dos filmes de zumbi do Fulci, os miseráveis se aproximam da vila e são dominados pelo bando de "Loco" (Kinski), Jean-Louis vai para o confronto final com Kinski, e caralho!!!! O q. é aquilo? O final mais ousado q. vi no gênero. PQP!!! Caso raro de q. o final do filme o torna por si só (mas existem outros motivos) uma OBRA-PRIMA!!! E convenhamos, é muito melhor qdo um filme pode contar com bons atores. Filmaço!!!
 
Então tá decidido, farei resenhas de TV, mais ou menos no tom que eu sempre fiz (Kolchak, Dr Who, Quatermass). Não esperem elocubrações sobre Lost, Alias e outras séries que eu não gosto;-)))

Edu, finalmente você viu 'Il Grande Silenzio'... é um filme tão doido, com tantas cenas legais... e um belo vilão. Sem falar na interpretação de Trignitignat, como Silenzio.
 
Já que mencionaste o assunto música, vou aproveitar para te fazer uma pergunta que há tempos estou para fazer: tu conheces uma banda chamada Walkabouts?? Cara, eles são sensacionais, altamente influenciados por Neil Young, mas com personalidade própria. Se tu quiseres, posso gravar para ti uns CDs deles que eu tenho. Tem um só de versões que reinterpretações country para John Cale, Nick e Patti Smith, além de outras mais tradicionais. É uma obra prima.
 
acho q o blog é teu, tu tem q falar do q tu gosta, e quem não gostar é só pular o post (essa é a lógica q eu uso no meu blog e eu já cheguei a 17 leitores! :D)
 
Olá!

Como gostas de cinema vem visitar-nos em

www.paixoesedesejos.blogspot.com

todos os dias falamos de um filme diferente

Paula e Rui Lima
 
Oi Carlos, tudo bem?

Estou fazendo um projeto no meu blog de entrevistas. Vou, inclusive, entrevistar a Fer uma hora dessas. E se você topar ser um dos meus entrevistados, seria legal. Seria sobre filmes de terror. Abs
 
Caro Carlos,
Meu nome é Adolfo Gomes. Acompanho suas matérias sobre cinema de horror e sua militância na exibição de filmes fantásticos. Bem, estou te escrevendo, pois, gostaria de saber mais detalhes em relação à exibição de filmes em DVD, não distribuídos no mercado brasileiro, nos moldes do que você faz na sessão aí em Porto Alegre.
Desde o ano passado, implantei em Belém uma sessão, apelidada de "maldita", claramente inspirada na sua idéia e na do Reichenbach. Estou pensando até em organizar um Festival de Cinema Fantástico, com uma homenagem ao Fulci e ao Jean Rollin.
Agora estou morando em Salvador e apresentei o projeto para a Fundação Cultural da Bahia. Eles gostaram da idéia, mas estão reticentes quanto à questão dos direitos de exibição.
Como tem sido a sua experiência aí? Já houve algum problema ou distribuidora cobrando os direitos de vocês?
Por favor entre em contato por cineadolfogomes@yahoo.com.br
Aproveito para lhe disponibilizar o meu acervo para eventuais intercâmbios. Tenho quase toda a obra de Oshima e do Suzuki em DVD, em ótimas edições. Também tenho algumas preciosidades como "O rosto de um outro", do Teshigahara, e "Rito de Amor e Morte", do Mishima, além de vários filmes do Terayama.
Aguardo o seu retorno,
Um abraço,
Adolfo
 
United 93 é mesmo uma experiência tensíssima!!! E o que ajuda muito nisso é:
1. é uma história real, ou seja, não dá pra ter aquele distanciamento dizendo que é apenas "de mentirinha"...
2. nós já sabemos como a história termina, e isso não é nada legal...
 
Match Point é o meu woody allen favorito dos últimos tempos...

Quanto á pergunta sobre o teu blog, acho que dá pra englobar resenhas e opniões tuas sobre música, tv, artes e cultura sem o menor atrito. Eu tinha essa dúvida no meu mas me parece que tudo está interligado, então, apesar de primordialmente ser sobre cinema, as vezes abro espaço para outras coisas. Contanto que seja interessante ao ponto de eu querer escrever sobre elas.

está aí minha opinião. Gostei dos teus textos.

Abs
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?