30.12.06

Os Melhores do ano

O Labirinto do Fauno – Guillermo del Toro

Apavorante visão da infância na guerra franquista. Como se alguém precisasse de uma prova do talento de Guillermo del Toro, ele nos entrega um filme fantástico sem concessões ao bom gosto hollywoodiano, aonde os maiores monstros estão no lado humano da história. Triste, belo, um mostra de como a fantasia pode ajudar a viver uma vida em tempos mais negros que qualquer ficção.

Miami Vice - Michael Mann
Quando parecia que não haveria mais nada que prestasse em adaptações para o cinema de séries antigas, Michael Mann prova o contrário. Sensacional.
Filhos da Esperança - Alfonso Cuarón
Não é o meu filme do ano, mas tem três das sequências mais espetaculares que já vo.

Viagem Maldita- Alexandre Aja

Prova que Aja não era fogo de palha, e que Haute Tension não era um acidente de percurso. Impecável, melhor que o original (como Wes Craven mesmo admitiu), o que todos achamos que seria impossível.

A Prairie home companion – Robert Altman

Digna e emocionante despedida de Altman, da vida e do cinema.

Os Infiltrados – Martin Scorcese

Ultra nervoso, uma linda transposição de um filme chinês para a cultura americana. Impecável, seja em sua invejável parte musical, seja nas atuações.

Heart of Gold – Jonathan Demme

Elenco impecável (Neil Young, Emmylou Harris), cenário sensacional (Teatro Hyman, em Nashville), música sensacional (a fase country de Neil Young). Chega a ser covardia.

Volver – Pedro Almodover

Algo está esquisito no mundo quando o melhor filme feminista do ano é dirigido por um homem... Almovar em forma, não preciso dizer mais nada.

No Rastro da Bala – Wayne Kramer

Caso Scorcese não estivesse na ativa e tivesse feito um filme de gangster, esse seria o melhor filme scorcesiano do ano. Raro caso de filme clipado que não vira uma palhaçada.

Assombração – Pang Brothers

Pode ter decepcionado quem foi ver sangue e horror, mas é um dos filmes fantásticos do ano. Mais uma prova do talento dos irmãos Pang.

O Segredo de Brokeback Mountain – Ang Lee

O romance mais tocante do ano no cinema foi entre dois homens... isso é sinal de alguma coisa...

Cassino Royale – Martin Campbell

Bond é relevante de novo... Viva Martin Campbell!!! Prometo nunca mais chamá-lo de clipeiro e mau diretor.

Espíritos

Uma apavorante experiência cinematográfica vinda da Tailândia. Que venham mais!!!!!

O Albergue – Eli Roth

...e não é que o guri tem talento mesmo... não deve ser exatamente a obra mais popular do mundo no leste europeu, mas acaba convencendo na composição de climas e violência delirante.

Zona Morta

Borat – vi em divx, não estreou nos cinemas ainda. Hilariante
Dark Waters – Melhor DVD contemporâneo do ano. Lançado no mundo civilizado, não aqui.
Dellamore Dellamorte – Lançado em DVD no mundo civilizado. Fascinante. Melhor filme fantástico lançado em 15 anos.
De vota ao Vale das Bonecas – Obra-prima de Russ Meyer finalmente disponível em DVD.
Pelts – episódio de Dario Argento no Mestres de Horror deste ano. O maior banho de sangue do ano.
The Host – A surpresa do ano vem da Coréia, um filme de monstros que destrói todas as regras estabelecidas para filmes de monstros
Hall of Shame

O Sacrifício

Desaforo imenso com um dos melhores filmes dos anos 70. Dá vontade de trancar todos os responsáveis por ISSO num homem de palha e tacar fogo.

A Dama na Água

Há alguns anos atrás, Shalayan era comparado a Hitchcock e Spielberg. Mais uns dois ou três filmes como esse (e seu antecessor, A Vila) e sua turma vai passar a ser Ed Wood e Phil Tucker Jr, ainda mais depois que O Labirinto do Fauno mostrou como uma fábula adulta deve ser. Mostra o que ocorre quando um roteirista começa a achar que é gênio e não descarta suas idéias de girico.

Pulse

Seria candidato a pior refilmagem do ano caso não fosse atropelado por O Sacrifício. Ruim,medíocre. O que Wes Craven está fazendo nesse projeto é algo que chega a assustar aos que ainda acreditam em seu talento.

Comments:
eu queria entender o que as pessoas têm visto no filme do Altman, pq eu queria me divertir tanto assim. mas simplesmente não consigo; foi quase como ver a grama crescer.

enfim, que me interessa, 2006 foi bom porque meu time é campeão do mundo, mesmo ;-)
 
Os melhores filmes sobre mulheres sp. foram feitos por homens, até pq., a presença deles no mundo do cinema enquanto diretores é infinitamente maior do q. a das mulheres. Ainda assim, no caso de "Volver" acho q. sua tese sai meio q. invalidada, se é q. vc. me entende?

Brincadeira a parte, lista muito boa, esse filme do tal Kramer, vou correr atrás e o do Demme tb.

Feliz 2007!!!!
 
Fernanda, Altman é um gosto adquirido, aquelas improvisações doidas dos atores, aqueles roteiros que andam para o lado, não para a frente... obrigado por lembrar da grande tragédia do ano...

Aguilar, eu pensei em filmes femininos modernos (dos anos 80 prá cá), como os de Nora Ephron (de quem revi Sleepless in Seattle madrugada passada, esperando a Luciane chegar)... mas em minhna memória boa parte dos filmes femininos são dirigidos por homens, como George Cukor (não por acaso adorado por Almodovar).
 
Boa seleção de melhores mas seu maior acerto é indicar O sacrificio como uma heresia, pelo menos não tem o mesmo nome que o original assim fica dificil de confundí-los.
 
Felizmente alguém que deu o devido valor a ESPÍRITOS. O filme só não entrou no meu top 20 porque a concorrência era grande.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
 
Paulo, nossos queridos tituladores deram uma dentro dessa vez, não relacionando essa BOMBA ao grande filme dos anos 70. É provável que eles tenham achado que eram malandros, mas no final agiram certo...

Airto, a gente que curte o gênero é quase obrigado a valorizar Espíritos... foi o filme que mais sustos me deu no ano.
 
Oi DON THOMAZZO. Legal que temos muitos filmes em comum na lista dos melhores do ano. Espero que a virada de ano em Livramento tenha sido ótima. Tudo de bom para vc e para a Lú. Já postei sobre os dois filmes que vc me presenteou e mais uma vez te agradeço muito querido. Amanhã vou me encontrar com o Edú Aguilar e entregar os filmes dele. Bom descanso e muita saúde nesse início de 2007.
 
Marcelo, o único problema tem sido o calor senegalesco que tem feito por aqui. 35 graus sem brisa do mar para amenizar não dá!!! Fora isso tudo em paz. Dona Ane já voltou para Porto Alegre, estou livre leve e solto em Livramento, fazendo uma espécie de maratona do Doutor Mabuse... e descansando bastante, passeando com os cachorros, dormindo até o meio dia (coisa que não posso fazer ´normalmente´), eu mereço, 2006 foi um ano de MUITO trabalho. Arejamentos fazem bem. Notei que os filmes que eu te passei tem sido uma pauta no teu blog, legal isso;-)))) Era até difícil não termos filmes comuns em nossa lista de melhores do ano, afinal temos gostos e referenciais semelhantes. No mais, te cuida. Nos vemos!!!
 
Qualquer dia eu faço uma dessa maratonas dr. mabuse também.
 
Filhos da Esperança : um dos mais impressionantes planos sequência de todos os tempos e uma divertida homenagem ao disco "Animals" do Pink Floyd. Mesmo assim não vai entrar na minha lista dos melhores.
 
Admito: fazia tempo que não visitava o blog do Thomaz. Agora posso dizer duas coisas:

1- O Leandro conseguiu me deixar curioso sobre o Filhos da Esperança.

2- Thomaz, faz tempo que tu não posta nada, né?
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?