17.9.06

REUNIÃO

Festa na casa de George Cukor em homenagem a Luis Buñuel, novembro de 1972... em cima, da esquerda para a direita: Robert Mulligan, William Wyler, George Cukor, Robert Wise, Jean-Claude Carriere (roteirista de vários filmes de Buñuel) e Serge Silverman (ou Silberman, dependendo de onde você leia... produtor dos últimos filmes de Buñuel, de 'Miss Muerte' de Franco e de 'Ran', de Kurosawa, entre vinte e tantos outros). Na fileira de baixo, da esquerda para a direita: Billy Wilder, George Stevens, Luis Buñuel, um gordinho que não entendia nada de cinema e Rouben Mamoulian. Eles devem ter ficado a tarde inteira falando de política e futebol, né?


Quantas boas horas da minha vida foram passadas graças a esses senhores aí, principalmente (sem excluir os outros, muito pelo contrário) o primeiro, o terceiro e o quarto da bancada de baixo... deixo essas fotos por aqui enquanto tenho a complicada tarefa de montar uma lista dos melhores filmes dos anos 60. See ya!!


Na foto acima, Hitch conversa com Buñuel, observados por Rafael, filho do espanhol. Dá vontade de ouvir o que eles tinham prá dizer um pro outro...

Comments:
Nossa THOMAZ isso é que é reunião. Com certeza as discussões deles eram sobre Cinema, Cinema e Cinema. Hoje uma foto com jovens diretores teria como pauta Dinheiro, Dinheiro e Dinheiro, na maioria dos casos. Claro que devem existir diretores hoje em dia que gostam de conversar sobre Cinema, felizmente. E por falar em sua lista dos anos 60, eu, se pudesse, reservaria um lugar de honra justamente para o Buñuel, um dos fotografados acima. Até mais Thomaz.
 
Eu posso falar horas e não vou conseguir expressar o quanto Buñuel foi importante para a minha criação cinematográfica... até eu ver 'Via Láctea' eu achava que cinema era só roteiro, era só contar uma história, a partir de eu ter visto esse filme (na Bandeirantes, no início dos anos 80) eu entendi que cinema servia TAMBÉM prá isso. É um de meus diretores favoritos, naquele 'clube' junto com Hitchcock, Bava, Lang, Wilder e (poucos) outros...
 
Diálogo entre Billy Wilder e o diretor de fotografia de um de seus filmes : - Como quer fazer essa tomada, Billy ? - Façamos o de sempre, nada mais. Não, espere um pouco. Deixe a cena meio fora de enquadramento. Quero tentar ganhar um Oscar de filme estrangeiro com este aqui.
 
Tem duas citações que eu acho lindas de Wilder: numa, lhe perguntam por que ele era tão pessimista e achava o mundo tão errado, ele diz não, o mundo tem jeito, você não viu 'A Noviça Rebelde'? Na segunda o diretor Fernando Trueba, quando ganhou o referido Oscar de filme estrangeiro disse, em seu agradecimento: 'se acreditasse em Deus agradecia a Ele, como não acredito agradeço a Billy Wilder'. No outro dia trueba recebe uma ligação: 'Senhor Trueba, aqui é Deus...'. Adivinha quem ligou...
 
A fuder esse post, Thomaz!!!

De onde tu tirou as fotos?
 
Tirei do IMDB. Quando estava confirmando o nome original do filme do Buñuel 'dei de cara' com elas. Eram boas demais para serem deixadas de lado... eu já tinha visto uma delas tanto no livro do Buñuel (Minha Razão de Viver) quanto na biografia do Billy Wilder (E o resto é loucura). No livro do Buñuel ele diz que o John Ford saiu minutos antes de tirarem as fotos;-)))
 
Thomaz, isso que eu chamo de encontro cósmico, hein.. Tou arrepiado ainda..hehehe
 
Hello Thomazzo...
desculpe por não ter respondido ao convite...
Não dessa festa do post aqui, mas aquele
de ir na tua casa pra assistir alguns bons filmes..., mas tenho estado com trabalho até
os olhos... mesmo fora do ambiente de labuta (que palavrinha, hein?), tenho as redações do ENEM pra corrigir... 120 por dia... putz!
mas isso vai resultar em grana pra gastar em filmes e cd's... hehehehe. Depois de setembro te aviso pra combinarmos...
Abração terrorífico...
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?