9.8.06


VIOLENT CITY


Uma boa surpresa: um filme de Sergio Sollima que apareceu por aqui sorrateiramente nas bancas, bem barato (comprei a 10 reais)... que é ótimo. Trata-se de um thriller bem setentista, no sentido de ser bem frio e 'prá baixo', sobre um assassino de aluguel aposetado que sofre um atentado e vai a Nova Orleans (uma geração antes do furacão) se vingar dos supostos mafiosos que o queriam morto... sem saber que o perigo estava mais próximo dele do que ele pensava.

O jogo já começa dois a zero quando a gente vê o elenco: Charles Bronson, Telly Savallas, Jill Ireland (no auge de sua beleza)... Bronson antes de ficar 'marcado' por 'Desejo de Matar', se sai muito bem como o pistoleiro silencioso e vingativo, que lembra vários pistoleiros de spaghetti western. Ireland, que eu só conhecia dos thrillers como mesmo Bronson do final dos anos 70, faz seu papel de femme fatale de maneira muito competente. e Savallas, antes de ser Kojak, é um chefe mafioso dos mais ameaçadores.
A cópia lançada por aqui é curiosa: preserva o frame de widescreen (2.35:1) mas alterna entre diálogos em inglês e italiano. Segundo o IMDB, o DVD americano tem 8 minutos a mais que a versão original lançada nos cinemas dos EUA nos anos 70, com as cenas a mais mantidas em italiano, pois as mesmas não foram dubladas em inglês... mas vendo o filme dá a impressão que pelo menos um terço dos diálogos está em língua carcamana. Outro fato curioso é que o filme se passa em Nova Orleans, mas foi rodado em Cinecittá, com algumas cenas da segunda unidade rodadas nos EUA.
Vendo esse filme fica a vontade de assistir os outros filmes policiais de Sollima, de preferência em widescreen e legendado em português. Adoraria ver alguma distribuidora se habilita a lançar uma Damiano Damiani Collection, uma Sergio Sollima Collection, uma Enzo Castellari Collection... em resumo, uma coleção com os filmes italianos de gangster dos anos 70.

Comments:
Oi THOMAZ. Que bom ver o teu Blog agora repaginado. Boa dica desse DVd que eu não sabia que havia sido lançado em bancas. Mas não tinha uma lei que proibia esse tipo de venda no RS? Ou é só em Porto Alegre? Depois que o RS se tornou o unico estado da federação onde não existe meia-entrada nos cinemas e onde proibiram o fumo em casas noturnas eu não duvido de nada. O DVD lançado nas bancas brasileiras de Four for the Apocalipse do Fulci tem partes faladas em italiano referentes as cenas cortadas.
 
Marcelo, eu comprei o DVD na locadora, não foi na banca... sim, temos essa lei maluca. Um dia eu ainda vou descobrir o que esses malucos tinham na cabeça quando fizeram essa proposição. Esses DVDs baratos só vem prá cá quando viram encalhe em lugares mais civilizados (como SP).
Outros filmes que tem cenas em italiano no meio da trilha em inglês são 'Profondo Rosso' e 'Tutti Collori dei Buio' (aonde uma das personagens-chave morre durante as cenas cortadas no mercado que fala inglês), o que me impressionou foi a quantidade de cenas em italiano aqui. Posso estar exagerando, mas quase um terço dos diálogos estava em italiano.
 
Eu tenho este DVD americano do VIOLENT CITY cuja capa foi reproduzida acima, mas ainda não assisti. Além do áudio alternado, o DVD tem extras que obviamente não foram lançados aqui, como uma entrevista de 15 minutos com o Sergio Sollima e trailer. Pena que estes DVDs nacionais baratinhos nunca vêm pra cá... Estou até agora procurando a trilogia STREET FIGHTER, do Sonny Chiba...
 
Pela sua descrição do Thomaz, a copia é a mesma do DVD da Anchor Bay.

Belo filme sem duvida. Em especial a abertura e o final.
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?