9.2.06

(MAIS) DUAS MORTES

Eu não gostaria de tornar este blog uma coisa meio mórbida, mas essa semana, que 'começou' para mim com o falecimento do Cozatti, um crítico sensacional e uma pessoa ultra generosa, foi seguida por Al Lewis e a mão do Clint Eastwood, e continua com mais dois falecimentos, de grandes profissionais ligados ao cinema.

BORO

Walerian Borowczyc, animador polonês (ele aderiu ao cinema 'live action' com quase 20 anos de militância) que dirigiu alguns dos mais importantes filmes ligados ao cinema fantástico do século passado, faleceu de ataque cardíaco, aos 82 anos (fiquei sabendo na segunda- feira). Todos nós que curtimos o cinema fantástico europeu sabemos da importância de 'Contos Imorais' e 'La Bete' em nossa formação. Filmes atrevidos, histórias 'grossas' (ou uma menina transando com o bicho papão é algo muito fino?) contadas de maneira poética, clima viajandão (em oposição ao horror 'realista' que acabou com a Hammer e se tornava moda na América), fotografia que lembrava pinturas em movimento (trabalhou várias vezes com o fotógrafo Luciano 'Suspiria' Tovoli, e seu fotógrafo favorito era Bernard Dallencourt, responsável pelos visuais de 'La bete'). Em minha modesta opinião, seu melhor filme foi 'Dr Jeckyll e as Mulheres', fantástica adaptação da clássica história de Robert Louis Stevenson que beira a pornografia (com o hilário detalhe do, digamos, tamanho do instrumento do bom doutor sendo mostrado de maneira indireta, e um hilário 'estupro' homossexual que é simplesmente estranho demais para ser acreditado.

O OUTRO AKIRA

Akira Ifikube, criador da sensacional trilha de 'Godzilla', o original, também embarcou para o andar superior, aos 91 anos. Pessoalmente acho que se tratava de um dos grandes de sua especialidade, perdendo nesse campo somente para Ennio Morricone, mesmo assim por pouco. Exagero meu? Procure nas Ebays da vida sua trilha para Godzilla,ouça e tente me desmentir. Ele foi, junto com o diretor Inishiro Honda e o técnico de efeitos especiais Eiji Tsuburuya, um dos responsáveis pela efetividade de 'Gojira', de 1954, até hoje um dos mais sombrios pesadelos já concebidos pelo cinema. Assim como a trilha de James Bond, a melodia de Godzilla foi sendo reutilizada em todas as trilhas que foram sendo 'criadas', aparecendo inclusive no último filme da série, 'Godzilla Final Wars'(aonde Keith Emerson prestou tributo a Ifikube). Ele também criou outras trilhas memoráveis, como a triologia 'Daimaijin', 'Latitude Zero' e o 'Zatoichi' original. Ifikube trabalhou até os 90 anos, sempre dando sua contribuição como maestro, orquestrador e compositor, seja para cinema, seja para TV, seja para qualquer meio que pode contar com seu talento.

Dois super talentos, que tiveram tempo de serem reverenciados e reconhecidos em vida. Descansem em paz.
(fotos roubadas do blog do Tim Lucas)

Comments:
Thomaz, coloquei hoje lá no blog um texto sobre LA BÊTE, meio pra homenagear o Boro. Agora, ele não morreu na sexta-feira? Acho que eu peguei essa informação no google. Se tiver sido na segunda mesmo eu vou lá e altero.
 
Eu fiquei sabendo na segunda de noite,como sendo coisa do dia (tipo hoje faleceu...)... vou confirmar certo a data. Mais importante que a data correta é a homenagem;-)))
 
Thomaz, qual o endereço do blog do Tim Lucas?
 
http://www.videowatchdog.blogspot.com/

No carnaval eu vou montar os links recomendados do blog. Deve faciliar a vida de todos;-)))
 
muy grato!
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?