19.2.06

DOIS FILMES GÊMEOS

Vou comentar hoje dois filmes feitos em lugares diferentes do globo terrestre, por pessoas que não se conheciam, mas que cultuavam os mesmos deuses, tinham valore semelhantes e tentaram fazer mais ou menos a mesma coisa, com resultados igualmente satisfatórios

UM LOBISOMEM NA AMAZÔNIA

Eu comecei a ler muitas resenhas negativas de amigos sobre esse filme... que era trash demais, que não dava nem prá rir, que era mal feito. Cheguei a me assustar um pouco, mas foi só ver duas cenas para perceber que Ivan Cardoso continuava o mesmo. Ou seja, fez um filme em que o tempo parece ter parado nos anos 70, quando Ivan começou a fazer chanchadas extemporâneas, cheias de sacanagem e referência às produções 'B' de horror dos anos 30, 40 e 50. É claro que aqueles que analisam filmes procurando buracos de roteiro tiveram seu dia de glória: o personagem do cientista louco (vivido por Paul Naschy, que terá um parágrafo só para si) parece ter um objetivo em cada cena (revolucionar a genética, curar sua doença, criar um exército de amazonas, encontrar o seu amor, dominar o mundo...), o 'núcleo jovem' dá a impressão de não ter nada na cabeça... mas desde quando isso aqui é um filme sério? Se fosse, eu protestaria amargamente contra os personagens de Toni Tornado (um detetive da polícia que acha que tudo é crime passional) e Nuno Leal Maia (um cientista americano,num desempenho hilariante), ou principalmente, do Secretário de Segurança da Amazônia (vivido pelo ator que faz a voz do Scooby Doo na dublagem brasileira, que eu não me lembro o nome). Resumindo, trata-se de um dos filmes mais engraçados feitos nos últimos anos, e ter sido feito no Brasil, país com tradição limitada no gênero,aumenta ainda mais o feito.
Tenho minhas dúvidas se as (várias) pessoas que não conhecem Paul Naschy terão idéia de seu quilate. Roteirista, diretor, inventor do cinema de horror na Espanha (aonde ele provou que o país poderia fazer filmes do gênero, algo que nunca havia sido tentado antes de seus filmes pioneiros), ele é uma personalidade em toda a Europa. Seu desempenho apatetado no filme é hilariante, ele parece emular Bela Lugosi em seus dias de Monogram. O velhino dá a impressão de estar se divertindo muito nas cenas em que aparece com as meninas de topless ao ser redor, ou quando agarra a rainha das amazonas. Ótima presença.
LOST SKELETON OF KADAVRA

Uma das melhores estréias dos últimos anos. O épico de Larry Blamire, gravado nas Bronson Canyons (parque estadual perto de Hollywood aonde dezenas de filmes de ficção científica e westerns foram rodados) em 2001, é a melhor emulação do sci fi dos anos 50. Tem tudo: mutantes, alienígenas, miniaturas, diálogos bizarros... e é uma sátira super afetuosa, de alguém que conhece e ama o gênero. E o roteiro é um achado: tem vários ápices sucessivos (o jantar, a dança de mambo, a perseguição final, o esqueleto do título...). Os diálogos empolados, comuns nas produções emuladas por aqui, estão todos lá, com resultados quase sempre hilariantes (Larry diz, várias vezes e em várias circunstâncias diferentes, que é um cientista) A parte técnica é muito bem bolada. Fotografado em vídeo digital, parece 16mm em preto e branco. Os atores, todos amadores (amigos de Larry Blamire, inclusive sua mulher),cumprem espetacularmente seu papel. Parecem os canastrões que apareciam nos filmes das produtoras 'b' dos anos 30 e 40.
A história do filme é interessantíssima: foi rodado por Blamire de forma independente e, depois de algumas exibições nos festivais de horror (os únicos que aceitaram o filme), o mesmo foi comprado pela Columbia, que o lançou nos cinemas e em DVD. Por que não saiu no Brasil? Ninguém explica.

Comments:
Oi THOMAZ como vão as coisas por aí? Esse filme do Ivan eu já havia comentado com vc e com o Cristian que eu havia gostado. O problema é a falta de humor de algumas pessoas que esperavam sabe-se lá o que desse filme ignorando a filmografia do Ivan Cardoso. A aparição do Sidney Magal é muito bizarra. O outro filme eu conheço a fama mas infelizmente nunca vi. Até mais gurí...
 
Esse é o melhor lado do gde Thomaz!! Qdo resolve falar do obscuro, do injustiçado, do esquecido, ou como no caso do novo filme do Ivan, do estigmatizado. Dar um olhar honesto e revelador a tais obras, é o q. torna um crítico, merecedor do seu séquito de fãs.
 
Quero MUITO ver o filme novo do Ivan. Pena que, pelo jeito, só vai sair em vídeo mesmo, como há anos aconteceu com o Escorpião Escarlate.
 
Po, André, botaram um clipe no site do filme: www.terrir.com.br

Me párece q está em construção mas dá pra ver q o filme é bacana.

abs

Jagunço do Mal
 
Eu entrei na comunidade do filme no orkut e descobri q eles tbm têm um blog...
www.umlobisomemnaamazonia.blogspot.com
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?